Educação financeira para crianças

Lidar com dinheiro é algo que se aprende desde cedo. Afinal, o modo de vida é financiado: o ir e vir, morar, vestir, comer, se divertir, quase tudo depende do quanto se tem para gastar, então, é importante que procuremos passar a nossos filhos noções de bem gerir os recursos e o devido valor das coisas materiais.
Há uma série de livros atraentes e bem ilustrados que abordam esta questão e podem ser úteis na hora de apresentar o assunto às crianças e até mesmo aos adolescentes. Vejam:
Como se fosse dinheiro, de Ruth Rocha – Editora Salamandra (R$ 21,00) – A autora criou uma aventura onde uma turma de crianças aprende o valor do dinheiro. O livro tem um encarte com brincadeiras e adesivos.
O dinheiro e a economia em pequenos passos, de Michel Le Duc e Nathalie Tordjman – Companhia Editora Nacional (R$ 25,90) – Trata da origem do dinheiro, como se faz para ganhá-lo, a formação dos preços, o papel dos bancos e a importância das moedas na economia. Tem um glossário no fim.
João Felizardo, o rei dos negócios, de Angela Lago – Editora Cosac Naify (R$ 45,00) – Um garoto recebe uma moeda de herança e troca por uma coisa, depois outra e assim vai. O final mostra que há coisas que o dinheiro não compra.
A troca, de Bia Hetzel – Editora Manati (R$ 30,40) – Ensina o valor das trocas. A história envolve um baú de ouro e uma lição a quem muito quer dinheiro.
Vamos fazer compras, de Dorling Kindersley – Editora Caramelo (R$ 46,00) – Um livro-brincadeira, todo tátil: simula compras de diversos produtos e ensina o uso do cartão de crédito. No fim, a criança vê o quanto gastou.
Guia do consumidor mirim, de Maria Helena Esteban -Editora Rovelle (R$ 21,08) – Para organizar uma festa, um grupo vai às compras. Durante a história, aprendem noções de direitos do consumidor.
De menina a mulher, de Drica Pinotti – Editora Rocco Jovens Leitores (R$ 24,00) – Este é para adolescentes. Mostra como administrar o dinheiro e dá dicas sobre quando começar a trabalhar.
Gostou das sugestões? Escolha alguns para presentear seus filhos e introduza a educação financeira e previdenciária no dia a dia da família.
Fonte: http://www.portalabsoluta.com.br

2013-05-29T15:57:20+00:0029/05/2013|Artigos|