Dívidas de final de ano: como se livrar delas com educação financeira

Após passar então, pelas festas, eventos, férias e comemorações. Muitos brasileiros encontram-se em dívidas no começo do ano. Piorando ainda mais com as despesas de IPVA e IPTU a serem pagas, bem como, renovações de matrículas e materiais estudantis.

Entretanto, é possível reverter essa situação, sem a necessidade desta se arrastar ao longo de 2019.

Dessa forma, é preciso que você comece dando os seguintes passos:

1. Anote suas despesas

Bem como, compras realizadas, mesmo as parceladas, e as suas dívidas. Isso porque, você conseguirá identificar o quanto de dinheiro precisará.

Além disso, esses passos devem ser mantidos posteriormente para que você não tenha novamente o mesmo problema.

2. Corte de gastos

Após verificar de quanto é sua dívida e a forma como você gasta seu dinheiro, é preciso identificar o que é essencial para você.

É preciso consumir de forma consciente, e isso não se trata apenas da compra de produtos físicos, mas também de serviços prestados a você e até mesmo os descuidos. Por exemplo, sair e deixar a luz acessa.

3. Pagando as dívidas

Primeiramente, é preciso analisar a situação de sua dívida. Já que, se ela ultrapassa 20% da sua renda isso é preocupante.

Você pode recorrer a algumas opções:

  • Utilizar o 13º salário– mais indicada;
  • Arrumar uma fonte de renda extra;
  • Economize cortando gastos;
  • Reserva de Emergência ou Investimentos.

Logo, quando tiver um mínimo de capital disponível você poderá renegociar suas dívidas, comprovando que poderá pagá-las. Caso sejam grandes.

4. Dívidas

Mas, se você se encontra com duas ou mais dívidas de final de ano, é preciso ficar alerta! Primeiramente, dê prioridade a quitar a dívida de maior valor a ser pago. Uma atitude correta, mas que, muitos não a tomam. A dívidas menores possuem juros também menores.

Com isso em mente, você conseguirá reeducar seus hábitos e disciplinar suas atitudes.

 

Fonte: Caminho da Riqueza